Pré Conceito Literário 2.0

20 de abril de 2014
Obs: Quero pedir humildemente que ignorem o novo layout do blog. Quis mudar uma coisinha e acabou desconfigurando ele todo e agora estou sem paciência pra mudar haha então ele vai ficar assim por um tempinho. Quem me dar uma dica de algum site que disponibiliza bons templates pra blogspot GRÁTIS, ficarei felicíssima!

Olá, caros leitores!

Nick Faísca todo orgulhoso, exibindo um de seus maiores e
mais bombados (assim como ele)
best-sellers
Não sei se todos lembram de um post que eu falei sobre "Pré Conceitos Literários", que inclusive o próprio Paulo Coelho comentou sobre (nunca vou deixar de falar isso porque meu orgulho não deixa). Pois bem, hoje completa um ano que ele foi publicado e por isso resolvi propôr um desafio à mim mesma, que tinha um pré conceito muito grande em relação ao escritor Nicholas Sparks. 

O fato que eu já falava mal dele há anos, mas nunca havia lido um livro dele realmente. A base que eu tinha de conhecimento sobre suas obras sempre foram os filmes que eu já havia visto em algumas festas de pijama da minha vida. Sempre achei as histórias dos filmes demasiado piegas, e por isso julgava os livros ruins também #shameonme 

Então o desafio foi este: ler um livro do Nicholas Sparks


A minha ideia era conhecer sua escrita e como ele trabalha a história central, porque eu pensava que poderia ter duas possibilidades a serem questionadas/abordadas:
1. A gente sabe que muitos livros são massacrados quando adaptados para filmes e talvez esse teria sido o seu caso; 
2. Da mesma forma, existe um abismo eterno entre "não gostar de um livro" e "o livro ser ruim", então mesmo que eu não gostasse da obra, eu talvez reconhecesse que ele não é ruim de fato (isso é o que Schopenhauer afirma ser o "tédio subjetivo" e o "tédio objetivo" respectivamente). 

O livro escolhido foi "Diário de Uma Paixão", que inclusive, de todos os filmes que vi baseados na obra dele, tinha sido o que eu mais havia gostado* (não, isso não significa muita coisa). Fiz um empréstimo de um exemplar na biblioteca e consegui lê-lo em um dia. 

O livro fala sobre a história de um velhinho que lê um diário todos os dias para uma senhora que, supostamente, não o conhece. O diário conta sobre a paixão de um casal que haviam sido separados pelo tempo e a distância na adolescência, e após 14 anos, eles se reencontram. Noah, teve algumas paixões mas nunca conseguiu esquecer o seu amor do passado. E Allie, agora noiva de outra pessoa, resolve encontrar Noah para resolver dentro dela a história que nunca havia sido concluída.
O resultado da leitura você vê no vídeo ali de baixo.

*Os filmes que eu já vi baseados nos livros dele são: "Um Amor Pra Recordar", "Diário de Uma Paixão" e "Querido John".



Como eu não gostaria de ser atacada por nenhuma fã de Nicholas Sparks, eu peço educação nos comentários, tanto por aqui, quanto no vídeo (navegar em águas desconhecidas requer cuidado dobrado). Ah, e podem ficar à vontade para fazerem algum vídeo/post semelhante, só não esqueçam de me mostrar depois haha

3 comentários:

  1. Gostei muito.As pessoas sempre me julgam por não gostar de nicholas sparks achando que sou fria quando na verdade os livros são tão capengas e superficiais.Não da pra sentir aquele sentimento como quando se pega um "o morro dos ventos uivantes" ou um "orgulho e preconceito",apenas

    ResponderExcluir
  2. MEU DIÁRIO é escrito em terceira pessoa e aí coé? Vai deletarrrrr?
    Ficou lindo o seu vídeo; faça mais e não fique nervosa assim.
    Eu não sou tão nobre; vou continuar falando mal de nique faísque sem ler nenhum livro dele. Fiz disso tipo um compromisso de vida. hehehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hdaudhud mas tudo o que você escrever, em primeira, terceira, quarta(!) ou em quinta(!!) pessoa, tende a ser um pobra prima. infelizmente, nem todos tem esse dom...

      Excluir

Sempre tento responder os comentários. Se quiserem ver a minha resposta, deem um checadinha!! ♥♥♥♥

Tecnologia do Blogger.
Back to Top