Kirschblüten Hanami: Cerejeiras em Flor

28 de abril de 2013
Quando estamos naqueles dias que nem a internet e nem um bom livro te despertam o interesse, recorremos a um instrumento dos primórdios da humanidade chamada televisão que ás vezes, com o canal e horário certos, pode revelar boas surpresas.


Pôster do filme
Há algumas semanas atrás, estava acontecendo lá no Japão um costume chamado Hanami (contemplar as flores),do qual as famílias japonesas e turistas se reúnem para festejar o florescimento das cerejeiras. Como é algo que só acontece uma vez por ano e se trata de um evento tradicional japonês, todos os canais de tv falavam nisso. E em um desses foi que eu encontrei o filme em questão - Kirschblüten Hanami, ou simplesmente Cerejeiras em Flor - um filme alemão lançado no Brasil no fim de 2009, que tem uma daquelas histórias que nós amamos ver, rever, chorar todas as vezes e ainda pedir bis.


"Achei que teríamos tempo...Se eu soubesse que seria assim tão de repente... eu faria, eu seria, eu..." 


Sempre há nos bons filmes aquela frase de efeito que te faz efletir por horas a fio, e que mesmo depois de dias, você ainda fica com aquilo na cabeça como um eco perdido no subconsciente, dizendo que de certa forma, aquilo vai te acompanhar pra sempre.

A história do filme se passa quando Rudi se vê sozinho com a morte da esposa e com o abandono e indiferença dos filhos. Ao descobrir que o maior sonho de sua esposa era conhecer o Monte Fuji,  Rudi parte para o Japão na tentativa de realizar os sonhos de sua esposa e com isso, descobre que a vida é muito mais do que pensava. 

Todos nós sempre criamos a ilusão que certas coisas não irão acontecer com a gente. Mas elas acontecem, e você só se dá conta de tudo o que perdeu quando é tarde demais. Quantas vezes deixamos de fazer agora algo que queremos, por achar que no futuro teremos tempo de sobra pra realizar o que queremos, com quem queremos e do jeito que queremos?
  
Eu mesma, em minha curta vida de dezessete anos, já pensei em tantas coisas. Nos meus onze anos queria ir pra Nova York aos dezoito e ser cantora e atriz. Aos quatorze, queria ir a Londres estudar literatura. Aos dezesseis, eu iria pra UFPR fazer história e hoje, quero fazer audiovisual na USP. Amanhã posso mudar de planos, mas ainda haverá um futuro a planejar, uma esperança lá no fim do túnel que o futuro será bom e que estarei fazendo algo que eu amo, pois nunca pensei fazer algo por dinheiro ou pelos outros. O ruim é quando penso que nada pode sair como planejo, ou pior, se não haver nem futuro para que eu possa tentar. 
  
O fato é que nos preocupamos tanto com o futuro e amamos tanto o passado, que esquecemos que o presente está aqui, implorando para você vivê-lo, chutar o balde, se assumir arcadista e gritar "Carpe Diem". Aproveitar as pessoas que amamos e os lugares que gostamos. A vida passa rápido demais e os bons momentos mais ainda. Talvez para aprendermos a dar o devido valor que eles merecem. 


***
Espero poder aproveitar o máximo meus pais que podem não estar aqui por muito tempo.
Espero poder aproveitar o máximo meus amigos, antes que a vida nos separem. 
Espero poder aproveitar o máximo que posso a minha casa, meus cachorros e meus gatos.
Espero repetir meu prato preferido muitas vezes e conhecer outros pratos preferidos, ainda mais vezes. 
Espero poder ler livro bons e ruins por mais tempo, ver filmes de classe B e dançar até o chão mais uma vez na vida. E rir depois pela situação ridícula. (anotem que um dos meus objetivo IN LIFE é fazer Marina dançar também, e conseguirei podem ter certeza)
Espero poder amar uma vez. E mais uma vez. E depois outra, e outra, e outra... 

Rudi e Trudi
Nas praias de Berlim


Trudi e os filhos pós a morte da esposa.
Os filhos o acham um fardo, e não
tem tempo para o pai.
Finalmente o Monte Fuji





"Minha mulher era como uma tigresa... mas presa em uma jaula"

5 comentários:

  1. "A única maneira de fazer um excelente trabalho é amar o que você faz." (Steve Jobs)

    "Faça o que lhe renda mais e o que mais desagrade aos olhos invejosos." (Sociedade atual)

    E é por isso que eu sou tão indeciso quanto ao que farei de minha vida... indeciso ainda sou porque não tenho tanta coragem para enfrentar a avalanche dos padrões sociais... tomara que eu consiga reunir força suficiente até o dia de me decidir... :)

    "[...] Mas, se isso for impossível,
    Não fujas! Cai batalhando!
    E, se morreres lutando,
    Morre! Feliz morrerás."
    (Olavo Bilac)

    Não sei se esse trecho do poema A Coragem me põe pra cima ou não, só sei que ele me faz refletir...

    ResponderExcluir
  2. Uma informaçãozinha pra você: NUNCA DANÇAREI ATÉ O CHÃO! Pelo menos não nas suas vistas hehe.

    Conhece aquela música do Milton Nascimento (S2S2 forever), Travessia?
    "Vou querer amar de novo, e se não der, não vou sofrer..."
    Começou a tocar na minha rádio mental assim que vc iniciou sua parte pessoal da coisa toda.
    Saiba que muitos dos seus "objetivos" (digamos assim) são iguais aos meus. De um jeito diferente, mas iguais.

    Agora, sobre as cerejeiras em flor: descobri na semana passada que essas flores só duram alguns dias! Depois o vento leva! E isso me levou a duas constatações surpreendentes:
    1 - é por isso que as pétalas estão sempre voando nos animês/dramas/filmes.
    2 - SE ESSA BAGAÇA DURA TÃO POUCO TEMPO PQ MEU DEUS PQ TEM EM TANTOS ANIMÊS E ETC.?? TUDO NO MUNDO ACONTECE NAQUELA DETERMINADA ÉPOCA DO ANO, SÓ DURANTE ALGUNS DIAS? no faz sentido algum.

    Ps.: Ainda vou decorar a fala do samurai mor do Último Samurai sobre as flores de cerejeira e ir pro Japão e encenar.
    Ps2.: Gent tenho que ver esse filme do nome esquisito! PRECISOOU! Apesar dessa última imagem estranha aí.

    ResponderExcluir
  3. A imagem estranha é a cena mais bonita do filme inteiro!!!! Choro litros com ela hahasausha Então marina, suas conclusões sobre anime eu deixo nulo porque e coisas de otaku não me meto.
    E sobre a musica, eu não conhecIA pois agora faço questão de ouvi-la.
    E arei sim você dançar até o chão. E tenho dito.

    E Giusepe...
    Primeiramente: bonitas citações.
    Segundo: Tenho certeza que você se dará muito bem em suas escolhas. A pressão toda nos deixam malucos é verdade! No meu caso, me deixam mais. Mas nao temos que nos deixar levar pelo desespero. Vamos aproveitar o que temos certeza, que é o agora.

    ResponderExcluir
  4. gosto de sempre traçar metas na vida,e o conjunto dessas metas são como fases para alcançar um objetivo... mais sempre coloco tempo para realizar essas metas, pq vejo que as pessoas não tentam realizar suas metas pq e cedo de mais e então a vida passa tão rápida que quando elas percebem nunca se realizaram e já e tarde d+...
    realizando metas a cada dia sei que nada sai como espero, mais uma parte já realizei e ainda tenho tempo para desistir ou seguir em frente.

    ResponderExcluir
  5. Ai seu blog sempre com informações e dicas tão valiosas! Já coloquei esse filme na lista dos que quero baixar. Adoro filmes que no fim sempre fazem a gente refletir sobre a vida. Ainda mais quando eles falam sobre realizar sonhos, me dá mais ânimo ainda de realizar os meus hehe<3
    beijos! ahh e tô seguindo aqui, pensei que tava mas nao tava D: huahuahau bjsss

    ResponderExcluir

Sempre tento responder os comentários. Se quiserem ver a minha resposta, deem um checadinha!! ♥♥♥♥

Tecnologia do Blogger.
Back to Top